Fale Conosco : (45) 3025-1313

Em assembleia realizada ontem no SISMUFI bancários rejeitaram a proposta apresentada pelos banqueiros.

10/08/2018

        

    Na assembleia para discussão das propostas efetuadas pelos bancos dos três seguimentos (Privados, BB e CEF), realizada no dia de ontem os bancários  presentes rechaçaram a proposta econômica apresentada em mesa, por entender que a mesma não comtempla os anseios da categoria.

            O entendimento dos presentes é que, após divulgação dos balanços semestral com lucros astronômicos, o banqueiro tem condições de atenderem as reinvindicações da categoria, concedendo aumento real de salário e melhorias nas cláusulas sociais.

            O presidente, Arildo Onório, ressaltou a importância da participação dos bancários e bancárias nas atividades da campanha Salarial destacando que com a Reforma Trabalhista em vigor, somente com um movimento forte e dispostos a lutar conseguirão mantermos e ampliarmos os direitos da CCT e ACT. Salientou que alguns pontos da reforma atacam direitos dos trabalhadores bancários, onde destacou: o trabalho intermitente, contrato autônomo, a terceirização a hipossuficiência e o fim da ultratividade que extingue os Acordos e Convenção Coletiva de trabalho vigente a partir de 31 de agosto.

            O secretário-geral do sindicato, Gilson dos Santos, efetuou uma análise da conjuntura econômica, bem como as dificuldades que os trabalhadores passaram a enfrentar diante da reforma trabalhista. Enfatizou a necessidade de fortalecimento do sindicato através de filiação e participação nas reuniões. Caso tivermos que sair a GREVE, todos os bancários deverão estar nas ruas para demonstrar nossa união e força, destacou.

            O vice-presidente Paulo Körber, comentou que com o fim da ultratividade corremos o risco de perder benefícios conquistados pela categoria ao longo dos anos tais como: vale-alimentação e cesta-alimentação, incentivo à graduação, plano de saúde, apoio à formação continuada, dentre outros. Discorreu sobre os problemas enfrentados pelos bancários dos bancos públicos, principalmente nas questões de saúde, e as nefastas consequências advindas das resoluções da CGPAR, inviabilizando os planos de saúde destas empresas.

            Não iremos nos furtar a luta. Conclamamos a todos a se manterem informados e mobilizados para os passos seguintes da nossa campanha.

            Dia 17 teremos nova rodada de negociação e esperamos que os banqueiros se sensibilizem diante da “REJEIÇÃO” da proposta levada em assembleias por todo o país, apresentando nova proposta (aceitável) para apreciação da categoria.

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES. SINDICALIZE-SE! 

     




  Email

  secretaria@sindicatobancariosfoz.com.br

  Telefone

(45) 3025-1313

Nossa Localização

Av. Jorge Schimmelpheng, 600
Sala 205, Ed. Center Foz, Centro
CEP 85851-110 | Foz do Iguaçu | Paraná

FILIE-SE

Fortaleça seu sindicato!

Todos direitos reservados a Sindicato dos Bancarios Foz - Copy right 2017 | Developed