Fale Conosco : (45) 3025-1313

Centrais avançam na organização do Dia do Basta ao desemprego

12/07/2018

Centrais avançam na organização do Dia do Basta ao desemprego

• 11/7/2018 - quarta-feira

As Centrais Sindicais deram mais um passo na preparação do Dia Nacional de Luta. Na manhã desta quarta (11), dirigentes da CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central, Intersindical e CSP-Conlutas se reuniram na sede do Dieese, em São Paulo, para debater a organização dos atos que mobilizarão o País em 10 de agosto, no chamado "Dia do Basta". O combate à nova lei trabalhista, a defesa do emprego e da aposentadoria pública estão entre os eixos da mobilização. Em São Paulo, o grande ato será às 10 horas, em frente à sede da Fiesp, na Avenida Paulista, 1.313.

João Carlos Gonçalves (Juruna), secretário-geral da Força Sindical, disse à Agência Sindical que estas bandeiras unificam o sindicalismo e ajudarão os Sindicatos a mobilizar suas categorias, para fazer uma grande manifestação.

“Além disso, a partir da madrugada, vamos propor paralisações nos locais de trabalho, de uma hora, duas horas, para que toda a sociedade possa perceber a importância que tem a geração de empregos no nosso País”, explica Juruna.


Dirigentes das Centrais e de Sindicatos definem ato unitário dia 10 de agosto

 

O secretário-geral da CUT, Sérgio Nobre, destaca que as Centrais escolheram 10 de agosto para realizar mais uma mobilização nacional, porque a data está em sintonia com o calendário eleitoral.

“As convenções partidárias já estarão encerradas e o prazo para inscrição das chapas termina dia 15. Nós queremos com as manifestações inserir a Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora nos debates eleitorais deste ano. Com a definição dos candidatos iremos apresentar as propostas e debater com eles”, observa o dirigente.

Desmonte - Sérgio Nobre lembra que já são mais de 28 milhões de desempregados no País, além do patrimônio público como Embraer, Petrobras e Eletrobrás estarem sendo constantemente ameaçados. “Não podemos entrar no processo eleitoral sem a classe trabalhadora pautar esse debate”, diz.

Edson Carneiro Índio, secretário-geral da Intersindical, acrescenta que o “Dia do Basta” será um Dia Nacional de Luta que unificará trabalhadores representados por todas as Centrais e movimentos sociais. “Cresceu a violência urbana, a miséria, a pobreza extrema e o desemprego explode. Milhões de pessoas só conseguem encontrar bico como ocupação e fonte de rendimento. É hora do povo brasileiro se colocar na luta, para dar um basta a esse desmonte e ao ataque aos nossos direitos”, defende.

Unidade - Para Kelly Cristina Faria, dirigente do Sindicato dos Condutores de Sorocaba e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística, a importância do ato é unir movimento sindical e trabalhadores em torno de um debate sobre a conjuntura que o País está passando. “Independente da bandeira, nós vamos discutir e mostrar o desmonte que essa nova lei trabalhista está fazendo contra a classe trabalhadora”, afirma.

Os dirigentes voltam a se reunir no dia 25 de julho, às 10 horas, novamente na sede do Dieese (rua Aurora, 957, Centro de São Paulo). Fonte: Reporte Sindical.

 




  Email

  secretaria@sindicatobancariosfoz.com.br

  Telefone

(45) 3025-1313

Nossa Localização

Av. Jorge Schimmelpheng, 600
Sala 205, Ed. Center Foz, Centro
CEP 85851-110 | Foz do Iguaçu | Paraná

FILIE-SE

Fortaleça seu sindicato!

Todos direitos reservados a Sindicato dos Bancarios Foz - Copy right 2017 | Developed